De início é fundamental compreender o conceito da dieta e o conceito da reeducação alimentar. A dieta se resume ao regime prescrito ao indivíduo, normalmente com restrição total ou parcial de determinados alimentos, e em todos os casos com algum foco terapêutico.

A reeducação alimentar é definida em processo de aprendizagem, consciência e alteração no hábito alimentar de modo gradativo. Trata-se da compreensão dos erros alimentares e entendimento do que é preciso ser mudado para prevenir, recuperar ou promover a saúde.

Na reeducação alimentar são verificados os erros e acertos em relação à alimentação. Ao ajustar estes erros, é iniciada a alimentação equilibrada, que se transforma em hábito para vida inteira. Assim as pessoas emagrecem de modo gradual, porém constante, com saúde preservada. Outro ponto a se observar são as quantidades de refeições a serem feitas e os horários destas refeições (o artigo Importância de Comer de 3 em 3 Horas para Emagrecer fala sobre isso).

O foco da dieta é alcançar certo efeito terapêutico, na redução das taxas elevadas de colesterol, diminuição do peso, aumento da massa muscular, entre outros.

Como a Dieta Funciona?

É comum atualmente, em busca pelo corpo esbelto e magro e pela vida saudável, muitas pessoas optarem pela dieta de redução. Existem várias dietas, mas é fundamental anteriormente ao começo do regime, a busca pelo paciente da orientação especializada do nutricionista, evitando complicações da ausência da ingestão das substâncias necessárias para o organismo funcionar bem.

São exemplos de dietas em evidência nos dias de hoje, a dieta alcalina, dieta dos pontos, dieta líquida, dieta das fibras, dieta da batata doce, dentre tantas outras.

É tendência das dietas não manter os próprios resultados, já que diminui de modo brusco o consumo dos alimentos. A diminuição das calorias gera emagrecimento em curto prazo, mas a manutenção do novo peso fica difícil, já que o paciente retorna ao cardápio sem restrição.

Ao optar por uma dieta, a recomendação é reeducação alimentar, com possibilidade de adotar consumo adequado de alimentos pela vida inteira. Aprender a se alimentar é o segredo para prevalecer qualidade de vida e corpo ideal. A associação da dieta com prática de exercícios físicos regulares ajuda na manutenção do peso, com melhoras em equilíbrio e funções do organismo.

 Qualidade e Quantidade

É fundamental o cuidado com a qualidade da alimentação, e não com quantidade. A variedade do cardápio é importante para não privação do organismo de nutrientes essenciais como minerais, proteínas, fibras, gorduras, vitaminas e carboidratos.

As frutas devem ser priorizadas, assim como alimentos integrais, verduras, legumes, o consumo de gorduras de boa qualidade. É interessante variar a ingestão de peixe, ovo, carne vermelha e frango. O consumo de líquidos é fundamental como água, sucos e chás, assim como fontes protéicas vegetais, sendo exemplo a soja.