Consumir Energéticos pode ser um perigo à saúde – Veja os riscos

Os energéticos funcionam como estimulantes, tendo em sua composição substâncias como a cafeína, a taurina e a glucoronolactona. Esses ingredientes tornam mais rápida a resposta do cérebro aos estímulos do corpo. Dessa forma, ficamos mais agitados e ativos. Mas também precisamos prestar atenção ao perigo do energético.

Apesar de funcionar para nos deixar com mais disposição, eles também causam sérias consequências, caso seu consumo seja feito inadequadamente. Confira alguns dos problemas que ele pode causar.

Cafeína em excesso traz consequências sérias

A ingestão em excesso da cafeína pode afetar o sistema nervoso central diretamente. Uma das consequências que a substância contida na bebida pode ocasionar é a perda de nutrientescalmantes do organismo, que acabam se dissolvendo e também podem levar à desidratação.

Além disso, outro perigo do energético, que contém a cafeína combinada a outras substâncias, é a possibilidade de uma agitação extrema, o que causa insônia e pode vir a desenvolver umaansiedade crônica.

Perigo do energético misturado com álcool é extremo

A combinação com álcool é mais um perigo do energético. Quando misturadas, essas substâncias podem causar efeitos bastante adversos. Geralmente utilizada por jovens em festas, a bebida energética disfarça o gosto do álcool e potencializa os efeitos de euforia.

Entretanto, a cafeína faz com que a bebida alcoólica seja mais facilmente absorvida pelo organismo, aumentando as chances de uma intoxicação. Além disso, a ideia de que a cafeína deixará a pessoa sem sono e mais ativa quando estiver sob efeito do álcool é um mito.

O efeito do álcool no cérebro é o mesmo com ou sem a ingestão de energético. O que acontece é um retardamento das sensações proporcionadas pelo consumo do álcool no organismo, fazendo com que a pessoa consuma ainda mais álcool.

Sono em risco

Quando estamos sob efeito de uma bebida energética, ficamos com mais disposição devido àaceleração da adrenalina. Porém, o sono fica bastante comprometido nesse caso e esse é um perigo do energético.

A insônia pode ser compensada com um cansaço além do comum, fazendo com que se durma além do necessário após o efeito dos componentes da bebida.

Energético pode causar vício

Quando começa a ingerir com frequência, a pessoa acaba se tornando dependente do energético. Da mesma forma que outras substâncias químicas (como a cafeína e, até mesmo, a cocaína), o perigo do energético reside na perda do efeito devido ao consumo constante.

A pessoa precisa de doses cada vez maiores para sentir o estímulo. O corpo acaba se acostumando com os componentes e pede cada vez mais para manter a energia de antes.

Idosos estão sob perigo do energético

É obrigatório aos produtores de bebidas energéticas informarem nos rótulos da bebida a contraindicação para consumo em idosos. Entretanto, muitos desobedecem a recomendação e ingerem o produto, que pode causar efeitos como o aumento dos batimentos cardíacos, a intensificação da pressão arterial e, até mesmo, pode levar à morte pessoas que já apresentavam hipertensão.

Por seu efeito estimulante, a bebida também deve ser evitada por crianças, gestantes e enfermos devido à maior sensibilidade dos organismos desses grupos de pessoas.